sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Professora pode pegar prisão perpétua por levar aluno de 14 anos para o motel

Uma bela Professora foi acusada de abuso sexual por ter levado seu aluno de 14 anos, ainda virgem, para um motel.

O garoto afirmou que foi a sua primeira experiência sexual e que a professora o ensinou muito mais do que inglês.

De acordo com o portal de notícias online R7, a professora está presa e pode ser condenada a Prisão perpétua por ter seduzido seu jovem aluno.

Professora seduz aluno de 14 anos

A professora de inglês, Yaira Cotto Flores, de 26 anos, é acusada de abuso sexual e está presa aguardando julgamento. O caso se tornou um grande escândalo na cidade de San Lorenzo, localizada na região Leste de Porto Rico.

Yaira levou o aluno de 14 anos para o motel e ao ser denunciada foi presa imediatamente. O adolescente contou a polícia em seu depoimento, que a professora lhe presenteou com um creme facial para combater espinhas, um relógio, o ensinou a colocar a camisinha e lhe mostrou algumas posições sexuais.

O garoto afirmou que embora tenha sido a primeira experiência sexual dele, o ato foi consentido. Porém naquele país mesmo se o sexo for consentido, quando um dos envolvidos é menor de 16 anos é considerado estupro.

Aluno e professora se conheceram na escola pública onde ela dava aulas no início do ano letivo de 2016 e logo a educadora começou a cercar o adolescente com segundas intenções. Ela enviou vários nudes para seu aluno, que agora se tornaram memes e estão sendo divulgados na internet, onde aparece a seguinte legenda: "Violó a un niño".

Encontro

Para a polícia o garoto relatou que a professora o convidou para sair. Ela havia planejado tudo nos mínimos detalhes para facilitar a escapulida com o aluno.

A educadora avisou ao jovem que estaria de folga em um dos dias da semana e disse que ele poderia faltar a aula, que ela daria um jeito dele não levar advertência.

No dia marcado eles saíram e foram para um restaurante onde almoçaram, no meio da tarde se dirigiram para o motel onde o ato sexual foi consumado.

Contando vantagem

É claro que o garoto não conseguiu guardar segredo. Ele contou para amigos e conhecidos o que havia acontecido, se achando o garanhão da vez. Mas os pais dele ao saberem da história não acharam nada interessante e em março de 2016 denunciaram a professora a polícia.

Desde então Yaira está presa e seu julgamento deve acontecer, ela pode ser sentenciada a mais de 10 anos de prisão e inclusive pegar a perpétua.

Por Fabiana Batista Santos
Fonte: br blastingnews

Sem comentários: