Feliz Natal 2017

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Mãe de jovem estuprada e assassinada perdoa criminoso em julgamento e o presenteia com Bíblia

Um homem preso e condenado por estupro e assassinato de uma jovem viveu, durante a audiência de seu julgamento, um momento inesperado, mas evidenciador da existência da graça de Deus.

Daniel Clay, 27 anos, foi levado ao tribunal pelas autoridades para ouvir as alegações finais da defesa e acusação, e também a sentença do juiz para o crime cometido. A mãe da vítima, Leanndra Bruck, no momento em que teve a palavra, leu uma carta em que perdoava o assassino, e o deu um exemplar da Bíblia Sagrada.

Leanndra lembrou que sua filha, Chelsea, tinha apenas 22 anos de idade quando foi assassinada pelo criminoso, depois de ter sido estuprada. Com um quadro com a imagem da vítima sobre a mesa, a mãe disse que aquele gesto era uma tentativa dela para que a vida de Daniel Clay fosse transformada.

“Senhor Clay, estou te dando uma Bíblia. Jesus veio para restaurar as nossas vidas bagunçadas e espero que você O deixe entrar em sua vida para ajudar a limpar toda a bagunça dela”, disse Leanndra Bruck, enquanto lia a carta, de acordo com informações do site Tucson News Now.

Em sua fala, Leanndra frisou que seu gesto não era oriundo de suas próprias forças, mas sim, resultado do poder divino em sua vida: “Hoje, com a força de Jesus Cristo, eu perdoo Daniel Clay, porque se eu não o fizer, tudo o que aconteceu [assassinato de Chelsea] vai destruir minha vida. Mas perdoar não é se esquecer, porque se eu me esquecesse, iria significar que Chelsea não era importante”, pontuou.

O crime aconteceu há quase três anos, quando Chelsea foi a uma festa de Halloween com os amigos. Inicialmente dada como desaparecida, seu corpo foi encontrado apenas após seis meses de buscas. “Ainda esperamos que ela entre pela porta dos fundos da nossa casa”, lamentou a mãe.

Ao final da audiência, o juri considerou o acusado culpado, e o juiz Daniel White afirmou que Daniel Clay era um “mentiroso, estuprador e assassino”, e o sentenciou à prisão perpétua, sem direito a liberdade condicional, pelos crimes de estupro e homicídio.

Fonte: noticias gospelmais

Sem comentários: