quinta-feira, 6 de julho de 2017

Cuidar bem da sua voz pode evitar situações que interfiram na saúde

Uso indevido e uso excessivo da voz, infecções respiratórias superiores, inflamação causada por refluxo gastroesofágico

Cantores, professores, médicos, advogados, vendedores, palestrantes... são tantos os profissionais que utilizam a voz como parte de seus instrumentos de trabalho. Conforme o Ministério da Saúde, estas pessoas precisam ter um cuidado ainda maior para evitar o desenvolvimento de problemas de voz, já que eles usam as cordas vocais com mais frequência.
O uso indevido e uso excessivo da voz, infecções respiratórias superiores, inflamação causada por refluxo gastroesofágico, crescimentos nas pregas vocais - como nódulos vocais, câncer de laringe, doenças neurológicas e também um trauma psicológico pode causar problemas da voz.
COMO MELHORAR:
É importante estar atento a situações de rotina que podem interferir na saúde vocal, confira algumas orientações:
• Hidrate-se com frequência, de 2,5 litros a 3 litros por dia.
• Limite a ingestão de bebidas alcoólicas, o álcool irrita as membranas mucosas que revestem a garganta.
• Ao perceber problemas na voz, não se automedique, pergunte ao seu médico quais medicamentos são mais seguros para o seu caso.
• Não fume e evite o fumo passivo, pois o fumo irrita as pregas vocais.
• Inclua em sua dieta grãos, frutas e legumes de forma abundante. Elas ajudam a manter a garganta saudável.
• Se você tem azia com frequência, converse com seu médico sobre mudanças na dieta ou medicamentos que podem ajudar a reduzir os episódios.
• Evite bochechos ou gargarejos com produtos que contenham álcool, opte por enxaguantes bucais sem álcool na composição.
• Evite falar ou cantar quando a voz está rouca. Também evite falar em lugares barulhentos, pois tentar falar mais alto do que o ruído pode tencionar as cordas vocais.
SINTOMAS
O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos (U.S. Department of Health & Human Services) orienta que é preciso estar atento a algumas questões. Ao responder "sim" a uma das perguntas abaixo, você pode ter um problema de voz.
• Há dias sua voz ficou rouca e não voltou ao normal?
• Você perdeu a habilidade de alcançar algumas notas altas ao cantar?
• Frequentemente você sente a garganta dolorida ou tensa?
• Tornou-se um esforço conseguir falar?
• Repetidamente você pigarreia com o intuito de limpar a garganta?
Se alguma das situações acima é familiar para você, relate ao seu médico. Grande parte dos problemas de voz podem ser revertidos ao tratar a causa subjacente ou por meio de uma gama de tratamentos.
Com informações da Unimed do Brasil 
Da Redação (Com Assessoria)

Sem comentários: