Feliz Natal 2017

segunda-feira, 31 de julho de 2017

6 tratamentos para evitar a queda de cabelo e suas indicações

Cercado de mitos, os tratamentos para calvície podem ser tão intimidadores quanto a ideia de perder o cabelo. Isso porque circula por aí que tentar impedir (ou desacelerar) a queda deixa a saúde por um fio – desânimo e disfunção erétil seriam algumas das consequências. Abaixo, você descobre o que há de verdade nessa história e qual é o melhor método para diferentes casos.
Finasterida
Forma de uso: comprimidos. Mecanismo de ação: inibe a produção de hormônios relacionados à perda do cabelo. Indicação: calvície masculina. Efeitos colaterais: são raros, mas há alguns homens que reclamam de perda de libido e depressão.
Minoxidil
Forma de uso: líquido aplicado na pele. Mecanismo de ação: estimula o crescimento capilar e melhora a saúde dos fios. Indicação: homens e mulheres. Efeitos colaterais: surgimento de uma leve penugem no rosto e ressecamento da cabeleira.
Luz
Forma de uso: capacete e tiara. Mecanismo de ação: dilata os vasos sanguíneos que levam oxigênio e nutrientes para o bulbo. Indicação: coadjuvantes às drogas. Efeitos colaterais: não há eventos adversos relatados nos estudos com esse método.
Xampu
Forma de uso: produtos de beleza. Mecanismo de ação: reduz a quebra, mas não promove o crescimento de novos fios. Indicação: ajuda no embelezamento e no volume do cabelo – e só. Efeitos colaterais: sem problemas importantes relatados.
Corticoides
Forma de uso: comprimidos ou pomadas. Mecanismo de ação: diminuem a inflamação, fator que prejudica o bulbo em alguns casos. Indicação: em situações mais raras, como a alopecia fibrosante. Efeitos colaterais: o tratamento de curto prazo não causa problemas.
Agulhas
Forma de uso: apetrechos como rolos. Mecanismo de ação: as microagulhas recrutariam novas células para o couro cabeludo. Indicação: ainda é muito recente e está sendo pesquisada. Efeitos colaterais: por ora, a ciência não tem informações suficientes.
Saúde Abril

Sem comentários: