A todos um ótimo São João 2017

A todos um ótimo São João 2017

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Mulher é presa suspeita de matar duas crianças e duas jovens envenenadas na PB

 (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Uma mulher de 44 anos foi presa na cidade de Itabaiana, no Agreste da Paraíba, suspeita de matar quatro pessoas envenenadas. Segundo a Polícia Civil, ela matou com um veneno conhecido por “chumbinho” duas crianças – de seis e de nove anos -, uma adolescente de 12 anos e uma jovem de 20 anos. Todas as vítimas tinham vínculo de amizade ou familiar com a suspeita e foram mortas entre dezembro de 2016 e fevereiro deste ano.
Após um trabalho de investigação da polícia, a mulher foi apresentada na tarde desta terça-feira (11), na Central de Polícia de Campina Grande. A agricultora Vânia Maria da Silva é moradora do Sítio Cariatá, em Itabaiana. O advogado dela negou a autoria do crime, afirmando que “há evidências, mas não há provas concretas para incriminá-la”.
Segundo o delegado Felipe Castelar, Vânia colocou o veneno em alimentos. Ela era madrinha de uma das vítimas, a adolescente de 12 anos, e amiga das famílias das crianças de seis – que foi envenenada no dia do próprio aniversário – e de nove anos.
De acordo com a Polícia Civil, todas as vítimas foram mortas da mesma maneira e tiveram contato com a agricultora antes do crime. As quatro vítimas apresentaram sintomas de cegueira, náuseas, vômitos e dificuldade de respiração e equilíbrio, entre outros.
“Pessoas ouvidas pela Polícia Civil relataram que a senhora Vânia Maria da Silva esteve nos locais onde as pessoas ingeriram os alimentos envenenados. Em alguns casos, ofereceu o alimento”, explicou o delegado, que estava acompanhado de Raquel Azevedo, chefe do Núcleo de Laboratório Forense.
O Instituto de Polícia Científica (IPC) apresentou os laudos que confirmam que foi utilizado chumbinho em todos os assassinatos.
G1

Sem comentários: