Feliz Natal 2017

terça-feira, 4 de abril de 2017

A OPAM fará a primeira feira de adoção de animais em Guarabira

A OPAM fará a primeira feira de adoção de animais em GuarabiraA OPAM- Organização de Proteção Animal Miguelzinho, em Guarabira, realizará sua primeira feirinha de adoção de cães e gatos. São vários animais que foram resgatados de situação de abandono e maus tratos, tirados das ruas ou de famílias depois de terem sido atropelados, espancados, esfaqueados ou abandonados ainda filhotes ou por estarem mais velhinhos. Depois de reabilitados, estes animais são disponibilizados para adoção. Todos precisam de um lar. São animais sem raça definida ou seja, são Vira-latas, todos muito dóceis, alegres, saudáveis e inteligentes. “A OPAM não pode ser um depósito de animais. É um lugar de abrigo provisório, e outros animais não estão sendo atendidos por falta de espaço”, Disse Ciany, Conselheira Voluntária da OPAM.
Para adotar um animal, os interessados poderão visitar a OPAM no dia da Feira de adoção que será em 23 de abril, das 9:00h às 11:30h da manhã, na sede da OPAM, próximo à U.E.P.B.  É só procurar os voluntários da OPAM no dia da feirinha de adoção. Eles irão esperar as pessoas na pracinha da saúde que fica quase em frente ao portão da UEPB, bem ao lado da Guaraves, no caminho para Cuitegi.  Mas se quiser adotar um bichinho antes do dia da feira, você pode marcar agora uma visita a tarde, às três horas com a equipe, de domingo a quinta-feira. O número para contato é 98656-1910, fale com Greice.  É necessário levar cópia da Identidade e de comprovante de residência para fazer o cadastro de adoção com responsabilidade.
 “Estes animais são muito dóceis e alegres, mas passaram por muita dor e hoje, estão precisando de uma família amorosa. Aqui na OPAM eles são cuidados e alimentados, nunca apanharam, não sabem o que é dor ou tristeza. Nós cuidamos deles com amor, mesmo com poucos recursos e poucas pessoas para ajudar. Eles merecem um lar”, disse Silvia Carvalho, Conselheira Voluntária da OPAM.
“O que pedimos é que as pessoas sejam responsáveis, lembrem-se que animais não são brinquedo, sentem dor, fome, vão envelhecer, adoecem e precisam de amor e carinho, água, comida e proteção como todo ser vivo. É como ter uma criança de quatro patas. Eles dependem de nós!”, disse Greice Targino, Conselheira voluntária da OPAM.
* TODA VISITA À OPAM TEM QUE SER MARCADA PREVIAMENTE, mas, no dia do evento, é só procurar o local indicado para que a equipe lhe leve ao abrigo da OPAM que é bem próximo.
Nordeste 1

Sem comentários: