quinta-feira, 23 de março de 2017

Limão ajuda a emagrecer? Mitos e verdades sobre a fruta

limaoQuer uma boa notícia? O limão está barato, o preço vem caindo desde outubro do ano passado. Quer outra boa notícia? Cem gramas do bagaço da fruta têm mais da metade do cálcio e do magnésio que a gente precisa por dia.
Mas o que é mito e o que é verdade sobre a fruta? Por exemplo, dizem que limão ajuda a absorver o ferro e se for tomado de manhã com água morna, ajuda a alcalinizar o corpo. Você já ouviu falar?
Água com limão em jejum não emagrece
Saiba mais
O uso do limão para supostamente tirar a acidez do organismo, desintoxicar e emagrecer não faz sentido porque o limão é ácido por si só e nenhum ácido poderia transformar outro do estômago, quanto mais alcalinizar o corpo todo. Em segundo lugar, qualquer alimento ou substância que mexesse no equilíbrio das substâncias ácidas e alcalinas do corpo de forma tão eficaz poderia nos levar à morte, uma vez que esse equilíbrio é essencial para o funcionamento das células. O terceiro ponto é que nosso corpo tem meios de manter esse equilíbrio naturalmente, bloqueando a maior parte das interferências externas, exceto quando há um envenenamento, por exemplo, por alguma droga. Além disso, não existe detox melhor que o feito pelo nosso próprio organismo, pelo sistema gastrointestinal.
Benefícios do limão – O limão é fonte de vitamina C, antioxidante e um aliado do ferro. Os sucos cítricos ajudam na absorção do ferro e podem ser muito importantes para acompanhar refeições vegetarianas, pois os vegetais que contêm ferro tem baixa biodisponibilidade.
Um protetor das frutas – A ação antioxidante dos cítricos ajuda a manter outras frutas, frescas por mais tempo. No Brasil, apenas um em cada quatro brasileiros consome a quantidade ideal de frutas e hortaliças recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que representa, pelo menos, 400 gramas, o equivalente a, aproximadamente, cinco porções desses alimentos por dia.
Um jeito de comer menos sal – Use o limão no tempero de saladas e outras preparações.
Sugestão – Molho de limão para salada
Ingredientes – 50 ml de limão, 150 ml de azeite, 1 colher de cheiro verde picado, sal e pimenta a gosto.
Modo de preparo – Coloque os ingredientes em um pote de vidro com tampa, feche e chacoalhe bem até ficar homogêneo e cremoso. Se preferir, bata à mão com garfo ou fouet até atingir uma consistência cremosa.
Das quatro variedades mais populares do Brasil, só uma é limão de verdade
Viva a acidez – A acidez nos protege contra o hipercrescimento de bactérias, por exemplo, no intestino grosso, delgado, na pele e nos órgãos genitais. É por isso que os órgãos mais vulneráveis têm um PH mais baixo, mais ácido. No estômago, tecido com maior acidez, isso auxilia na digestão, principalmente das proteínas.
Não é só o ácido que explica problemas estomacais – Medicamentos, estresse e protozoários (H. pilori) podem deteriorar a camada que protege o estômago de seu próprio ácido. Problemas de motilidade e esvaziamento gástrico podem manter o volume no estômago por muito tempo e haver escape para o esôfago, que não tem proteção. O esfíncter do esôfago pode não funcionar direito e o conteúdo gástrico alcançá-lo, causando danos.
G1

Sem comentários: