A todos um ótimo São João 2017

A todos um ótimo São João 2017

sexta-feira, 17 de março de 2017

Homem invade câmara municipal e dá tapa na cara de presidente

O vereador Rubens Fernandes da Silva (PSD), o Rubão, foi agredido com um tapa na cara durante a sessão da Câmara de Ribeirão Pires, por volta das 14h desta quinta-feira (16). O tema principal da sessão era a redução dos salários dos próprios vereadores e durou cerca de cinco minutos e foi encerrada.
Segundo Fabio Fernandes, representante jurídico da câmara, a agressão ocorreu logo no começo da sessão. “Os trabalhos começam e já começou o tumulto bem no começo e culminou na agressão ao presidente.”
De acordo com a Guarda Municipal de Ribeirão Pires, o homem de camisa azul, que agride o presidente da câmara, é Leandro Majerele. Ainda segundo a corporação, todas as partes foram levadas para a Delegacia Sede da cidade por desinteligência e porque informaram que desejam representar juridicamente pela agressão.
Fernandes disse ao G1 que a sessão chegou a ser retomada após a retirada de Majerele. Mas ele voltou a entrar no recinto. “Não acompanhei essa situação.”
G1 ouviu moradores que estavam na sessão e eles contaram, sob a condição de não serem identificados, que o agressor discutiu com outro morador quando retornou para a Câmara Municipal. Ele foi cercado e levado por guarda municipais para a Delegacia Sede da cidade.
O vereador Rubão foi procurado pelo G1, mas não quis comentar a agressão sofrida. “As atitudes serão tomadas, principalmente pensando nos munícipes, para garantia da segurança. Estamos fazendo um Boletim de Ocorrência e vamos aguardar o caso ser levado para a Justiça. Vamos limitar o acesso ao plenário, a sessão de hoje estava lotada, tinha muita gente em pé”, disse o advogado Fernandes.
G1 tenta contato com Majerele para comentar o caso, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.
Leandro Majerele disputou as últimas eleições municipais em Ribeirão Pires para o cargo de vereador pelo PRTB, mas obteve 251 votos e não foi eleito, de acordo com dados do Tribunal Regional Eleitoral.
G1

Sem comentários: