quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Patrão demite doméstica por ela comprar um carro melhor que o seu

Um caso divide o Brasil e foi parar até na delegacia depois de denúncia do Sindicato das Domésticas. Efigênia da Silva foi demitida por justa causa após chegar com um Corola automático na casa de seu patrão que havia acabado de comprar uma Nova Uno.
Segundo William Carvalho, patrão de Efigênia, a ação foi uma afronta da empregada. Ela sabe a crise que estamos passando, este mês mesmo tive que penhorar umas joias da minha falecida mãe para pagá-la, até ontem eu estava de ônibus e hoje que comprei minha nova uno, ela chega aqui de Corola buzinando na porta.
Efigênia declarou que esta não é a primeira vez que sofre este tipo de violência por parte de seu patrão. A última vez, quando comprou sua casa de praia em Búzios, foi ameaçada de demissão. O caso está na justiça e ao que tudo indica Efigênia ganhará, até porque seu advogado é muito melhor que o que seu patrão conseguiu contratar.
Vinícius Antunes

Confira programação oficial da Festa da Luz 2016, com César Menotti e Fabiano, Gabriel Diniz e Aviões entre principais atrações

Nesta semana, o prefeito Zenóbio divulgou nas emissoras de rádio de Guarabira a programação completa da Festa da Luz 2016, que será realizada nos dias 29, 30 e 31 de janeiro e no dia 01 de fevereiro, no Parque de Eventos Poeta Ronaldo Cunha Lima.
O público pode contar com a mesma estrutura de apresentações em comparação ao ano passado, com dois palcos para as atrações principais e outro palco dedicado ao Brega Luz. No entanto, os parques de diversões ficarão em outra localização, com mais comodidade e espaço.
Na segurança da festa, tanto o 4° Batalhão de Polícia Militar quanto o 3º Batalhão de Bombeiros irão oferecer o efetivo necessário para a segurança durante as noites do evento, tal como será definido no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). No que se referem a bebidas, os vasilhames de vidro serão substituídos por garrafas pet.
Confira abaixo a programação oficial da Festa da Luz 2016:
Cartaz_2016_frente_site

Cartaz_2016_verso_site
Ascom PMG

Alagoinha: Moto contratada para prestar serviços a prefeitura serve de moto táxi na cidade

Nossa redação recebeu uma documentação vasta, em forma de contrato (anexo na reportagem) de prestação de serviços, em nome do Sr. Aldemir Santos de Paulo, firmado entre ele e a PREFEITURA MUNICIPAL DE ALAGOINHA. Aldemir tem uma moto de sua propriedade locada para prestar serviços a Secretaria de Educação e Cultura, em tempo integral, contratada pelo valor de 900,00 (Novecentos Reais). O mesmo é cunhado da secretária de educação e pré candidata a vereadora Ruth Carla.

Segundo os denunciantes o prestador de serviços Aldemir Santos de Paulo, executa a sua função na prefeitura, só que na maioria das vezes vive, trabalhando como moto táxi durante a semana, e com isso, mostrando assim o apadrinhamento da prefeita Alcione Beltrão, por defender com unhas e dentes a pré candidatura de Ruth Carla, sua secretária.

A moto contratada uma HONDA CG 125 de Placa MNM - 4126 PB, foi substituída por outra uma HONDA 150 TITAN EX Placa  OFH - 3183 PB, sendo assim gerando mais desconfianças da população.

A população espera as providencias da gestora do município, porque trata-se de dinheiro público e é crime receber dinheiro para executar o trabalho e não o fazer, onde o certo é Alcione exonerá-lo caso Aldemir não esteja trabalhando.

Documentos e fotos em Anexos;



 Da Redação

ESTADO DESCUMPRE DECISÃO JUDICIAL E APOSENTADO MORRE APÓS MESES DE ESPERA POR CIRURGIA

Nesses últimos dias, a Paraíba acompanhou a luta do aposentado João Batista, morador de Bayeux, que morreu na madrugada de ontem (19) esperando a realização de uma angioplastia pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A cirurgia, determinada pela Justiça através do juiz de Bayeux , Francisco Antunes Farias, no dia 15 de julho de 2015, era para ter sido realizada pelo estado no tempo máximo de oito dias, sob pena de multa de R$ 500.
capa_20012016133003O fato coloca em xeque a força da Justiça e a falta de ação do governo do estado que, em nota, alegou que o procedimento teria sido marcado, mas que o paciente já não poderia se submeter em função de seu estado crítico de saúde. Sr. João Batista foi enterrado no cemitério Nossa Senhora da Boa Morte em Bayeux, às 10h.
Tendo amputado o braço esquerdo no início de janeiro por falta de circulação sanguínea e seu quadro de saúde só piorando desde então, João Batista não conseguiu se submeter ao procedimento agendado para a última segunda-feira 18. A demora para o agendamento da angioplastia deveu-se ao fato de INCOR- Instituto Neuro Cardiovascular de Campina Grande. ter se recusado a fazer a cirurgia porque o estado não havia pago três cirurgias realizadas no local. O valor da cirurgia era de R$ 23 mil. A Justiça ainda chegou a determinar o bloqueio do valor das contas do estado.
Ainda em nota, o governo do estado afirmou que vinha acompanhando o caso desde julho e efetuou  a ordem de serviço em setembro de 2015. Além disso, o estado alegou que teria entrado em contato com o hospital de Campina Grande para a realização do procedimento por várias vezes. Em entrevista recente à imprensa, João Batista fez um apelo ao governo. Chorando ele suplicou: “Não me deixe morrer à míngua”.
A reportagem ligou diversas vezes para o Ministério Público de Bayeux e o Promotor de Justiça da Saúde do município, mas não conseguiu contato.
Blog do Gordinho

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Venham conferir nossas promoções conosco Ótica Manancial Rua: Rui Barbosa próximo ao Correios Centro Alagoinha-PB Esperamos por vocês!!!

Especialistas dão dicas para evitar as dores no joelho

Créditos: Divulgação
Por que os nossos joelhos doem? A saúde do joelho foi o tema do Bem Estar desta quinta-feira (14). O ortopedista Wilson Mello explicou porque uma lesão no joelho pode atrapalhar a vida toda. Por isso, é importante tratar. O professor de jump Jonathan Mota deu dicas para você começar a fazer as aulas.
As dores no joelho podem surgir por causa de problemas em outras partes do corpo. Quando uma pessoa tem o joelho valgo dinâmico e não fortalece os músculos, ela pode vir a ter a condromalácia patelar, que é o amolecimento da cartilagem causado pela sobrecarga. Essa sobrecarga pode causar desgaste da cartilagem.
Um teste simples pode ajudar a descobrir se você tem a condromalácia patelar: fique de pé com uma perna só e dobre o joelho. Se ele for para dentro, é sinal de condromalácia. A posição correta dos joelhos é para frente. Quando ele vai para dentro é sinal de desequilíbrio da musculatura do quadril, glúteos e coxas.
A tendinite é a degeneração dos tendões dos joelhos. As causas são sempre relacionadas com sobrecarga muito excessiva. Quando há uma sobrecarga muito grande, as fibras dos tendões se rompem e não se renovam mais.
Há quatro graus de tendinite. No grau um, a pessoa sente dores durante a atividade física; no grau dois, a dor permanece, mesmo depois do exercício; no grau três, a pessoa não consegue fazer atividade física por causa da dor; já no grau quatro ocorre a ruptura do tendão. O tratamento é o fortalecimento da musculatura. A cirurgia é indicada nos graus três e quatro.
Já os meniscos têm a função de distribuir carga entre fêmur e tíbia. A lesão pode ocorrer em duas situações: quando a pessoa sofre um trauma rotacional e machuca o menisco ou quando ocorre uma lesão degenerativa. Na maioria das vezes, o tratamento é o fortalecimento muscular e perda de peso.
G1

MP-Procon vai recomendar retirada de 42 medicamentos do mercado

Segundo o promotor Glauberto Bezerra, o objetivo é garantir a segurança dos consumidores

O MP-Procon vai expedir, nesta quinta-feira (21), uma recomendação em conjunto com a Vigilância Sanitária Estadual, os Procons Legislativo, de João Pessoa e Cabedelo, a OAB, os Conselhos Regionais de Medicina e Farmácia para suspensão da comercialização de 42 medicamentos devido a irregularidades constatadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
A recomendação será assinada na sede do MP-Procon, na avenida Monsenhor Walfredo Leal, 353, no bairro de Tambiá, às 9h.
Segundo o promotor Glauberto Bezerra, o objetivo é garantir a segurança dos consumidores ao evitar a exposição a situações que lhes coloquem em risco à saúde, em decorrência da ingestão de medicamentos fora dos padrões sanitários.
Da redação com assessoria

Juiz diz que lei de cotas para negros em concursos públicos é inconstitucional


A aplicação da lei de cotas raciais em concursos públicos (Lei 12.990), que reserva 20% das vagas a candidatos que se autodefinem pretos ou pardos, foi declarada inconstitucional pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da Paraíba, no julgamento de um caso de nomeação postergada pelo Banco do Brasil. De acordo com a sentença do juiz Adriano Mesquita Dantas, a legislação viola três artigos da Constituição Federal (3º, IV; 5º, caput; e 37, caput e II), além de contrariar os princípios da razoabilidade e proporcionalidade. Segundo o advogado da causa, essa é a primeira vez que um juiz declara a inconstitucionalidade da legislação, em vigor desde 2014.
 
De acordo com a sentença, proferida nesta segunda-feira, a cota no serviço público envolve valores e aspectos que não foram debatidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), quando tratou da constitucionalidade da reserva de vagas nas universidades públicas. Segundo Dantas, naquele caso estava em jogo o direito humano e fundamental à educação, o que não existe com relação ao emprego público.
 
"Não fosse assim, teria o Estado a obrigação [ou pelo menos o compromisso] de disponibilizar cargos e empregos públicos para todos os cidadãos, o que não é verdade, tanto que presenciamos nos últimos anos um verdadeiro enxugamento [e racionalização] da máquina pública. Na verdade, o provimento de cargos e empregos públicos mediante concurso não representa política pública para promoção da igualdade, inclusão social ou mesmo distribuição de renda. Além disso, a reserva de cotas para suprir eventual dificuldade dos negros na aprovação em concurso público é medida inadequada, já que a origem do problema é a educação", analisou o magistrado da 8ª Vara do Trabalho do Paraíba, que ainda acredita que com as cotas nas universidades e também no serviço público, os negros são duplamente beneficiados.
 
Dantas também defendeu o mérito do concurso e acredita que a instituição de cotas impõe um tratamento discriminatório, violando a regra da isonomia, sem falar que não suprirá o deficit de formação imputado aos negros. "É fundamental o recrutamento dos mais capacitados, independentemente de origem, raça, sexo, cor, idade, religião, orientação sexual ou política, entre outras características pessoais", afirma.
 
O magistrado ainda prevê que a lei de cotas permite situações "esdrúxulas e irrazoáveis", em razão da ausência de critérios objetivos para a identificação dos negros, assim como de critérios relacionados à ordem de classificação e, ainda, sem qualquer corte social. "Ora, o Brasil é um país multirracial, de forma que a maioria da sociedade brasileira poderia se beneficiar da reserva de cotas a partir da mera autodeclaração".
A decisão foi tomada em julgamento referente ao concurso do Banco do Brasil (edital 2/2014). Um candidato que passou na 15ª posição (para a Microrregião 29 da Macrorreião 9) se sentiu prejudicado após ter sua nomeação preterida pela convocação de outros 14 classificados, sendo 11 de ampla concorrência e três cotistas que, segundo o juiz, teriam se valido de critério inconstitucional para tomar posse e passar na frente do candidato (eles foram aprovados nas posições 25º, 26º e 27º).
 
Ainda segundo o processo, durante o prazo de validade do concurso, houve nova seleção, o que gera automaticamente direito à nomeação. Por essa razão, o juiz determinou a contratação do reclamante, sob pena de multa diária de R$ 5.000. O BB não se posicionou até o fechamento da reportagem.
 
Decisão histórica
 
De acordo com o advogado do caso e membro da Comissão de Fiscalização de Concursos Públicos da OAB-DF, esse é o primeiro caso onde um juiz declara a lei de cotas raciais em seleções públicas inconstitucional. "Trata-se de uma decisão histórica. Apesar de o efeito valer apenas para o caso em questão, o tema serve como reflexão para o país inteiro e o julgamento certamente deve chegar até o Supremo Tribunal Federal”, analisa. “O concurso em questão diferencia os candidatos de acordo com sua cor, como se tal diferença demonstrasse desproporção de capacidade em realização de uma prova escrita, o que certamente não ocorre. Isso porque, ao se basear na Lei nº 12.990/2014, que é inconstitucional, reserva 20% das vagas a candidatos pretos e pardos, os quais, pela definição do IBGE correspondem a quase 100% dos brasileiros, uma vez que a definição de pardos é bastante ampla (miscigenados)", completou o advogado.
 
Outro lado
 
De acordo com o professor José Jorge de Carvalho, pioneiro e criador do sistema de cotas na Universidade de Brasília (UnB), a lei é válida e sua constitucionalidade foi sim assegurada pelo julgamento do STF, com relação às cotas para universidades. "Esse julgamento não vai adiante. Trata-se é uma reação racista de uma classe média que detinha as vagas e os altos salários de concursos como um privilégio. O que o juiz acatou fere o direito à igualdade resguardado pelo artigo 5º da Constituição. As cotas no serviço público derivam da mesma luta no ensino superior".
 
Para exemplificar, Carvalho mencionou a luta de Bhimrao Ramji Ambedkar, reformador social indiano que instituiu o sistema de cotas em seu país, da escola ao serviço público, em 1948. "Antes, pessoas de camadas sociais consideradas inferiores, como os dalits, viviam excluídos de tudo. Ou seja, o pensamento é o mesmo, e o Estado tem que distribuir seus recursos para todos com igualdade. No Brasil, o serviço público é tão branco quanto as universidades. Para se ter uma idéia, cerca de 1% de juizes são negros. Na própria UnB, que instituiu as cotas para alunos há mais de dez anos, menos de 2% dos professores se autodeclaram negros também".
 


Apesar disso, o professor reconhece que a lei precisa ser reformulada, já que a autodeclaração é passível de fraude. "Do jeito que está hoje, a legislação é 100% livre para fraude. O que eu propus é que seja aplicada uma autodeclaração confrontada, em que os candidatos se submetam ao julgamento de uma comissão formada majoritariamente por negros. Assim as fraudes seriam significativamente diminuídas", concluiu.

Globo.com

Camila não se opõe em ser liderada pelo deputado Raniery Paulino na Assembleia

Sorridentes, Camila e Raniery são da mesma bancada
Sorridentes, Camila e Raniery
são da mesma bancada
A deputada estadual Camila Toscano (PSDB), declarou em entrevista que não se opõe à liderança do colega Raniery Paulino, cotado para liderar a bancada oposicionista na Assembleia Legislativa. As declarações foram dadas nesta segunda-feira (18).
Camila disse que os parlamentares oposicionistas ainda não sentaram para discutir e definir a liderança da bancada, mas acredita que será tudo feito no consenso.
“O deputado Renato Gadelha fez um excelente trabalho à frente da nossa bancada e no meu entendimento ele deveria permanecer na liderança. Mas se for da vontade da maioria da bancada de oposição e o deputado Raniery vier a ser o indicado, eu não seria empecilho, não vou dizer que ele não seja. Somos todos unidos, vamos discutir isso ainda e acredito que não teremos problemas em encontrar um consenso. O líder tem um papel importante, mas existe a liberdade de cada um para votar nas matérias”, revelou Camila.
Em Guarabira, se especula a reaproximação dos grupos Paulino e Toscano já para as próximas eleições. Camila já votou em Raniery ano passado para vice-presidente da Assembleia e tem defendido projetos comuns da oposição ao governador Ricardo Coutinho. A quem advogue a composição da chapa com Zenóbio para prefeito e a filha de Roberto Paulino, presidente do PMDB local, Roberta Paulino, na condição de vice.
O jornalista e marqueteiro Dércio Alcântara escreveu em seu blog essa semana que ninguém se assuste se Zenóbio Toscano (PSDB) e Roberto Paulino (PMDB) forem juntos à Festa da Luz, padroeira da cidade, que ocorre no final de janeiro. Paulino negou reaproximação, mas Zenóbio até agora não se pronunciou.
Portal25horas

CÁSSIO DETONA GOVERNO RC: “O ESTADO QUEBROU E NÃO TEM GESTÃO FISCAL”

cassioO senador Cássio Cunha Lima (PSDB) voltou a fazer duras críticas ao governador Ricardo Coutinho (PSB) nesta quarta-feira (2). Desta vez, o tucano lamentou o ato governamental nº 5, assinado pelo socialista, que cria um Câmara de Conciliação para renegociar licitações e contratos do estado.
“Ele diminui o pagamento de fornecedores que já prestaram serviços. O estado quebrou, não tem gestão fiscal competente e mostra esse estilo de governar, o mesmo estilo de Dilma, eles agem de forma igual como se a sociedade existisse para manter o estado e não o contrário”, disse.
O parlamentar lembrou que o governador iniciou 2016 aumentando impostos e a tarifa de água, o que segundo ele, poderá provocar aumento de desemprego.
“O governo do estado aumentou IPVA, impostos, ICMS, água e isso vai impactar no orçamento dos pessoas e aumentar o desemprego. A pergunta que se faz é se tinha uma margem de 15% para se economizar, por que não foi feito antes, no momento da contratação, os contratos pagos não tiveram esse desconto”, declarou.
Blog do Gordinho

Bombeiros ajudam mulher a se livrar de cinto de castidade


Bombeiros conseguiram abrir o cadeado (Imagem: Ilustrativa)
Bombeiros conseguiram abrir o cadeado
 (Imagem: Ilustrativa)
Em Roma na Itália bombeiros foram chamados a uma casa em Pádua (Itália) para uma emergência insólita. Inicialmente, contou o “Metro”, a moradora ligou dizendo ter perdido “a chave”. Os socorristas começaram a procurar em volta da residência
Não era a porta da casa que não abria. A mulher havia perdido a chave que abre o cinto de castidade.
Os bombeiros não demoraram para abrir o aparato. Autoridades chegaram a investigar se o caso tinha a ver com violência doméstica. Mas a mulher afirmou que usava o cinto por vontade própria.
O Globo Online

Alugo Toalhas para Mesas. A Decor Arte possui uma grande variedade de tamanhos, modelos, tecidos, cores e estampas de Toalhas para Mesas deixando seu evento charmoso e harmônico. Alagoinha-PB cel: (083) 88754368 Org: Widemar Silvestre