sábado, 8 de dezembro de 2018

Hoje é dia da Nossa Padroeira Nossa Srª da Conceição

Nossa Srª da Conceição Padroeira de Alagoinha-PB

Hoje Comemoramos a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, a Rainha de todos os santos
Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe de Deus, usavam expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.
A Igreja ocidental, que sempre muito amou a Santíssima Virgem, tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.
No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”.
A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.
Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

Alagoinha: Prefeita Maria de Zé Roberto abriu as portas do Posto Noturno, para atendimentos aos fins de semana

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em péUma pergunta que não quer calar!!!
Para que veio esse Governo?
Hiiiii, essa pergunta, a gente responde fácil, fácil !!!
Um Governo que veio para TRABALHAR, RESPEITAR E DAR DIGNIDADE AOS CIDADÃOS DE NOSSA CIDADE!
São ações humanizadas, pensando sempre, no bem estar da nossa população.
Nesta sexta-feira(07), a Prefeita, Maria Rodrigues, abriu as portas do Posto Noturno, para atendimentos aos fins de semana, é isso mesmo que você acabou de ler, o Posto Noturno, agora, será aberto aos sábados e domingos, para atender a nossa população. Alagoinha, se tornou referência em atendimentos noturnos na região!.
Maria, deixou claro a sua felicidade de estar contribuindo para o crescimento da sua cidade, " Quando vereadora, já tinha esse sonho de ver esse posto funcionar de domingo a domingo, e hoje, estamos aqui realizando esse sonho. Ter dinheiro em caixa para se enaltecer, é esquecer que existe uma população carente, carente de saúde, carente de educação, carente de se orgulhar de viver em Alagoinha, dinheiro em caixa nesta gestão, é para ser aplicado para nossa população".
Amigos, secretários, autoridades,e população, marcaram presença na solenidade, logo após a abertura, foi servido um lanche para todos que se faziam presentes.
Esse é o Governo que você conhece!
É o Governo com Respeito a Todos, mostrando mais do que nunca, para que veio!!!
Maria Rodrigues, essa sim! é a Prefeita da nossa terra.
#PrefeitaMariaRodrigues
#AtendimentoPostoNoturnoaosfinsdesemana
#FazendoMAIScomMENOS
#Alagoinhaestámelhor
#MAISsaúdeparapopulação
#Mariaaprefeitadanossaterra
A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas em pé
A imagem pode conter: 4 pessoas
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e barba
A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé
A imagem pode conter: 3 pessoas
A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas em pé
A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé e área interna
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e listras
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas e pessoas em pé
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Sinal analógico de TV começa a ser desligado em municípios do interior

O sinal analógico de TV começa a ser desligado hoje (5) em municípios das regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. A medida vai atingir cerca de 80 municípios. De acordo com o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), responsável por acompanhar o desligamento do sinal analógico no país, o prazo vai até o dia 12 deste mês no caso de alguns municípios.
O grupo decidiu estender os prazos onde ainda não foi atingido o percentual mínimo de 90% dos domicílios com sinal digital. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que coordena o Gired, “a análise da curva de tendência dos municípios que ainda não atingiram a condição para o desligamento permite concluir que o percentual necessário poderá ser alcançado em poucos dias”.
Entre as cidades que terão o sinal analógico de TV desligado estão: Campina Grande (PB), Feira de Santana (BA), Uberaba (MG) e Vitória da Conquista (BA), com desligamento no dia 5; Blumenau (SC), Caruaru (PE), Imperatriz (MA), Rondonópolis (MT), Santa Maria (RS), Uberlândia (MG), Jaraguá do Sul (SC), Joinville (SC) e Juiz de Fora (MG), onde o desligamento termina 17; Dourados (MS), Governador Valadares (MG), Mossoró (RN), Marabá (PA), Parnaíba (PI) e Petrolina (PE), cujo desligamento termina no domingo (09).
No último dia 28, foi desligado o sinal analógico no oeste do Paraná e sul do Rio Grande do Sul. Na mesma data, teve início o desligamento no interior do Rio de Janeiro e no interior de São Paulo, cujo término está marcado para 12 de dezembro.
Com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta. Essa frequência será utilizada para ampliar o serviço de telefonia e internet de quarta geração (4G) no Brasil.
Antes da liberação, será feita uma campanha de mitigação para informar a população sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura, em média, 30 dias. Após o término desse processo, a Anatel libera o uso da  faixa de 700 MHz.
“Os beneficiários de programas sociais do governo federal (como  Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica) têm direito ao recebimento de um kit gratuito (com antena e conversor). Os beneficiários devem agendar a retirada do kit no site http://www.sejadigital.com.br/home ou ligar no 147. Serão distribuídos 280 mil kits no mês de novembro”, informou a Anatel.
 Agência Brasil

Bolsonaro quer ‘fatiar’ reforma da Previdência e deve começar com idade mínima

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou nessa terça-feira (4) que deve enviar uma proposta de reforma da Previdência fatiada ao Congresso e começar as alterações pela idade mínima para aposentadoria. Ele disse que, por enquanto, defende uma diferença no piso de idade para homens e mulheres.
Bolsonaro afirmou que o governo só enviará uma proposta ao Legislativo depois de conversar com os líderes partidários. “Antes de mandar qualquer projeto para a Câmara, vamos ouvir no Planalto as lideranças. Vamos debater com o quadro técnico deles para, quando a proposta for para a Câmara, já estar bastante debatida já”, afirmou.
Ao dizer que a proposta pode ser fatiada, Bolsonaro argumentou que a aprovação é “menos difícil” se começar pela idade mínima. “Está bastante forte a tendência de começar pela idade”, afirmou.
Questionado sobre qual seria a idade mínima para aposentadoria, Bolsonaro chegou a dizer que defende o aumento de dois anos para todo mundo. Ele não esclareceu, contudo, de qual patamar partiria esse aumento.
No regime geral de Previdência, atualmente é possível aposentar sem idade mínima, com 35 anos de contribuição para homens e 30 anos para mulheres. Na modalidade que exige idade mínima, é necessário ter 15 anos de contribuição e 60 anos (mulher) e 65 anos (homem) na aposentadoria urbana.
“A questão da idade é o que é mais buscado. Nós queremos, sim, apresentar uma proposta de emenda à Constituição, a começar a reforma pela previdência pública e com chance de ser aprovada. Não adianta ter proposta ideal que vai ficar na Câmara ou no Senado. Aí eu acho que prejuízo seria muito grande”, disse Bolsonaro.
Em relação à área trabalhista, Bolsonaro voltou a defender a flexibilização, mas não detalhou o que pode propor. “Alguns falam até que poderíamos nos aproximar de legislações trabalhistas como existem em outros países, como nos Estados Unidos. Eu acho que seria aprofundar demais, mas a própria reforma trabalhista última que eu votei favorável já teve um reflexo positivo”, disse.
Bolsonaro defendeu que os trabalhadores não serão prejudicados com a extinção do Ministério do Trabalho, que será dividido em outras pastas em seu governo. “Essa pasta do trabalho é de recordações aqui que não faz bem à sociedade. Ali funcionava como um sindicato do trabalho, e não como um Ministério do Trabalho. Nenhum trabalhador vai perder os seus direitos até porque eles estão garantidos no artigo 7º da constituição”, disse.
Correio da Paraíba

Procurador jurídico é impedido de falar em programa de Rádio Comunitária em Alagoinha

Resultado de imagem para beto oliveira advogado
O procurador jurídico de Alagoinha, Brejo paraibano, Dr. Carlos Alberto de Oliveira, foi impedido de participar de um programa jornalístico na Rádio Comunitária da cidade. O advogado pretendia explicar sobre a decisão tomada ao indeferir no alvará da emissora, assunto em discussão pelos comunicadores Aluizio Justino e Nando Silvestre.

Segundo informações, durante a última semana, membros da diretoria da emissora se dirigiram a Prefeitura, com a intenção de renovar o alvará, porém, a procuradoria jurídica identificou que a emissora encontra-se com débitos documentais junto ao município.
Os comunicadores comentavam sobre a decisão do procurador na última semana, no programa Alagoinha Notícias. Dr. Carlos Alberto se dirigiu a emissora, sendo impedido pelos radialistas de participar naquele instante. No áudio gravado pelo procurador, é possível ouvir a voz de Aluizio que diz; “O senhor procure, num disse que ia dar parte, vá dar parte”, se referindo à prestação de um Boletim de Ocorrência na Delegacia. Ouça. no link abaixo
http://blogdogaldino.com/procurador-juridico-e-impedido-de-falar-em-programa-de-radio-comunitaria-em-alagoinha/
Dr. Alberto insistiu para explicar os motivos do indeferimento, afirmando que estava de passagem. Aluizio alega que não citou o nome do advogado no programa, o procurador explica que o indeferimento foi assinado por ele, toda via ele é citado. Aluizio reafirma; “Não, não, não, o senhor não vai falar não”. Confira. no link abaixo
http://blogdogaldino.com/procurador-juridico-e-impedido-de-falar-em-programa-de-radio-comunitaria-em-alagoinha/
Em outro trecho do áudio, o procurador é acusado pelo comunicador de invadir a emissora em outras oportunidades. O advogado diz que é a primeira vez que visita a Rádio, contudo, o radialista trata a ida de Dr. Carlos Alberto como invasão. Ouça. no link abaixo
http://blogdogaldino.com/procurador-juridico-e-impedido-de-falar-em-programa-de-radio-comunitaria-em-alagoinha/
O procurador insistiu em participar e explicar o motivo do indeferimento. Com o espaço negado pelos comunicadores, Dr. Carlos Alberto afirmou que iria comunicar o caso ao Ministério das Comunicações. Confira. no link abaixo
http://blogdogaldino.com/procurador-juridico-e-impedido-de-falar-em-programa-de-radio-comunitaria-em-alagoinha/
O comunicador e o procurador chegaram ao um acordo, agendando uma entrevista para segunda-feira, dia 03 de dezembro. Contudo, o dia escolhido era feriado municipal, em virtude da data de comemoração do aniversário de 65 anos de emancipação política, ou seja, não houve programa. Confira. no link abaixo
http://blogdogaldino.com/procurador-juridico-e-impedido-de-falar-em-programa-de-radio-comunitaria-em-alagoinha/
A editoria do Blog entrou em contato com Aluizio, com o intuito de entender os motivos. Aluizio garantiu que ninguém é impedido de falar, afirmando que a emissora é do povo.
“Aqui na Alagoinha FM, ninguém barra ninguém, é do povo”, disse Aluizio.
Blog do Galdino
Aluizio Justino Foto Facebook

Correios encerram serviço de Banco Postal em Alagoinha

A agência dos Correios da cidade de Alagoinha, encerrou o atendimento do Banco Postal desde 23 de novembro/2018.
Isso significa que, a agência deixou  de prestar serviços como pagamento de contas, abertura de contas bancárias e empréstimos e pagamentos de aposentados e etc.

Com Blog do Cristiano Alves

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Parabéns Alagoinha pelos 65 anos de Emancipação Política

A imagem pode conter: texto e atividades ao ar livre
Parabéns Alagoinha que hoje completa 65 anos! cidade de um aconchego sem igual. cidade querida e amada por todos nós…....
Parabéns a todos que diariamente cumprem sua missão, contribuindo assim com o desenvolvimento do município; buscando sempre novos projetos e aceitando o desafio de fazer mais e melhor; não perdendo de vista os anseios da comunidade, mostrando assim que não existem fronteiras ou limites para alcançarmos nossos objetivos; existem sim barreiras e desafios que serão transpostas sempre que for da vontade daqueles que governam e principalmente, se for fruto do anseio do nosso povo.

O Senhor Deus é grande
e merece ser louvado na sua cidade,
em Sião, o seu monte santo. Salmos 48:1
PARABÉNS ALAGOINHA-PB

CNJ deve julgar ainda em dezembro procedimentos contra Moro

Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deve julgar no dia 11 de dezembro a situação dos procedimentos disciplinares que foram abertos contra ex-juiz Sergio Moro, futuro ministro da Justiça no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro. As informações são da Agência Brasil.
São alvo de questionamentos no conselho atos do juiz como decisões envolvendo o habeas corpus concedido pelo desembargador Rogerio Favreto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em julho.
Durante a sessão, os conselheiros devem decidir se os procedimentos serão arquivados diante do pedido de exoneração feito por Moro para assumir o ministério da Justiça. Com a exoneração, publicada no dia 19 de novembro, Moro não é mais magistrado.
Antigo responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 13ª Vara Criminal de Curitiba, Moro nega qualquer irregularidade em sua conduta e diz que a decisão de ingressar no governo eleito ocorreu depois de decisões tomadas por ele na Lava Jato.
Fonte: Folhapress

Siglas negociam bloco para isolar PSL e PT

Siglas negociam bloco para isolar PSL e PT Líderes de vários partidos na Câmara estão negociando a formação de um bloco para lotear o comando da nova legislatura, excluindo desses postos as duas siglas com melhor desempenho nas eleições para deputado federal, o PT de Luiz Inácio Lula da Silva e o PSL de Jair Bolsonaro.
Os petistas saíram das urnas com 56 das 513 cadeiras. O PSL, do presidente eleito, com 52.
Pela tradição e regras sempre repetidas, mas nem sempre cumpridas, essas duas siglas teriam direito a cargos de comando na Mesa Diretora, além do controle de algumas das principais 25 comissões permanentes.
+ Aliados estariam pedindo a Lula que aceite prisão domiciliar
Para barrar essa pretensão, porém, o centrão -agrupamento de siglas médias composto por PP, PR, PSD, PTB, entre outros-, o MDB, o DEM e o PSDB articulam a criação de um bloco que reuniria, formalmente, 314 deputados, cerca de 60% da Câmara.
Embora haja divergências e subdivisões nesse grupo, o objetivo comum é evitar que o governo assuma com força expressiva na Câmara, o que enfraqueceria o poder de barganha dessas legendas. O PT já vem sendo isolado por outras siglas de esquerda.
Os partidos que negociam a formação do blocão são PP, PR, PSD, MDB, DEM, PSB, PDT, PC do B, PSDB, Solidariedade, PPS, PV, PSC, PHS e PTB.
A rigor, a formação de blocos também não assegura automaticamente os postos de comando na Câmara, que são definidos por meio de eleições secretas. O objetivo do blocão, porém, é firmar um acordo entre as siglas de apoio mútuo aos candidatos à Mesa e às principais comissões.
Tudo isso nos moldes pilotados em 2015 por Eduardo Cunha (MDB), em torno do qual se formou o atual centrão.
Ele derrotou na época o candidato da então presidente Dilma Rousseff (PT), Arlindo Chinaglia (PT-SP), e se elegeu presidente da Câmara por meio de um acordo que excluiu o PT dos principais postos de comando.
O cargo mais almejado é o de presidente da Câmara, segundo na linha sucessória da chefia do Executivo, além de ter o poder de definir a pauta de votações e de barrar ou dar sequência a pedidos de impeachment.
Há vários nomes sendo discutidos nesse blocão, mas o discurso é o de que primeiro é preciso formar o grupo para depois escolher candidato.
O atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é um dos citados. Ele tem apoio na esquerda por não ter, em sua gestão, tratorado a oposição.
Mas sofre resistência em sua própria legenda. O futuro ministro da Casa Civil de Bolsonaro, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), trabalha contra ele. Alguns partidos dizem que sua reeleição representaria excessiva concentração de poder no DEM, que já tem três ministros no novo governo.
Outros nomes do blocão são o do atual vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (MDB-MG), do 1º secretário, Giacobo (PR-PR), do líder do PP, Arthur Lira (AL) -que têm bom trânsito com o chamado baixo clero, deputados de pouca expressão nacional que representam a maioria da Casa–, e de Alceu Moreira (MDB-RS), da bancada ruralista e apoiador de Bolsonaro.
Líderes já se reuniram algumas vezes, incluindo um jantar na casa de Maia. A intenção de alguns deles é formalizar o blocão nos próximos dias.
Há rachas internos, porém, já que algumas siglas patrocinam negociações paralelas que incluem bolsonaristas e, em outra direção, a exclusão de legendas. Apesar da tentativa de isolar o PSL, o objetivo do blocão não é fazer oposição a Bolsonaro, até porque há vários bolsonaristas em suas próprias siglas.
Deputados ouvidos pela reportagem afirmam que o partido de Bolsonaro também tem tentado negociar um bloco, cujo foco seria derrotar as pretensões de Maia. Nesse caso, abririam mão voluntariamente de poder em troca de um presidente da Câmara mais alinhado e de alguns postos de média importância.
Entre os nomes discutidos por essa ala, o mais forte até o momento é o de João Campos (PRB-GO), influente nas bancadas evangélica e ruralista.
Além da presidência da Câmara, os deputados também vão escolher no dia 1º de fevereiro, em votações secretas, os outros seis integrantes da cúpula da Casa –dois vice-presidentes e quatro secretários.
Já as comissões são compostas de acordo com a proporcionalidade partidária, mas o comando delas também é definido em votação secreta.
A principal é a Comissão de Constituição e Justiça, responsável por dar a palavra final à maioria dos projetos antes da votação em plenário.
As comissões são o passo inicial de tramitação das propostas e têm poder para convocar ministros do governo para dar explicações. Com informações da Folhapress.
POR FOLHAPRESS