sexta-feira, 27 de março de 2015

Deputados paraibanos aprovam concessão de medalha a Sheherazade

Deputados paraibanos aprovam concessão de medalha a SheherazadeA jornalista Rachel Sheherazade Barbosa, âncora do telejornal SBT Brasil e comentarista da Rádio Jovem Pan, será homenageada na Assembleia Legislativa da Paraíba. O projeto de resolução 14/2015, de autoria da Mesa Diretora, foi aprovado em plenário por unanimidade.
Rachel receberá a Medalha Epitácio Pessoa, mais alta honraria concedida pelo legislativo estadual. A homenagem foi justificada como um reconhecimento pelos relevantes serviços prestados ao Estado da Paraíba.
Em abril do ano passado, a jornalista paraibana também foi agraciada com a concessão do Diploma de Honra ao Mérito pela Câmara de João Pessoa, atendendo a uma proposta do vereador Helton Renê.

Parlamento PB

quinta-feira, 26 de março de 2015

Governo RC gasta um terço da folha com comissionados e codificados

Assembleia sessao especial servidores
O Governo do Estado gasta praticamente um terço da folha de pessoal com o pagamento de servidores comissionados e os chamados codificados, que recebem apenas com a apresentação do CPF na agência bancária. A informação é de Victor Hugo, presidente do Sindifisco e um dos representantes do Fórum dos Servidores do Estado: “Já os servidores concursados são tratados com aumento de 1%.”
Segundo ainda o sindicalista, “a folha de pessoal dos servidores estaduais está, atualmente, em cerca de R$ 300 milhões e, deste montante, R$ 90 milhões correspondem ao pagamento de servidores comissionados, prestadores de serviço e a vergonha do serviço público, os codificados. O valor corresponde a 28% de toda a despesa da folha com servidores”.
Victor Hugo nega também que o Governo não tenha receitas para conceder aumento “mais digno ao funcionalismo”: “Pra se ter uma ideia, de 2007 a 2010, a arrecadação de ICMS do Estado foi de R$ 8 bilhões. De 2011 a 2014, no primeiro mandato de RC, a arrecadação subiu para de R$ 14 bilhões. Ou seja, o Governo mente quando diz que as receitas caíram. O governador sabe que está mentido.”
As informações foram prestadas, durante sessão especial na Assembleia, nessa quarta (dia 25): “As imposições do governador ao funcionalismo não são corretas. Nós queremos dialogar respeitando a transparência deste Estado. Esta política de desmonte do serviço público não é a correta, queremos um diálogo tranquilo para que possamos efetivamente resolver estes problemas e até evitar uma greve geral.”
 Blog do Hélder Moura

Brasil suspende importação de maçã e pera da Argentina

00112-310x245
O Brasil suspendeu a importação de maçã, pera e marmelo da Argentina. A restrição à compra das frutas foi adotada após ter sido identificada a presença da praga Cydia pomonella, conhecida como praga da maçã, em carregamentos procedentes do país. A medida vale a partir de hoje (25).
Segundo a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, a suspensão durará até que os argentinos autorizem a entrada de técnicos brasileiros no país para avaliar a situação. “Não tivemos alternativa, a não ser suspender a importação dos produtos, até que eles [os produtores argentinos] nos deem oportunidade técnica e legal para entrar no país e fazer as mitigações necessárias”, disse a ministra, durante audiência pública na Câmara dos Deputados.
“Foi com muito pesar que fizemos isso, porque somos parceiros no Mercosul. Demos tratamento técnico, da mesma forma que todos países nos dão: rigor absoluto quando o Brasil tem algum foco ou denúncia de praga ou doença”, justificou Kátia Abreu. A ministra lembrou que o Brasil é o único país do mundo livre da praga. “Detectamos o carregamento e não deixamos passar [pela fronteira], ficando a indicação de que temos problemas [com a praga da maçã] na Argentina”.
No Brasil, a praga foi erradicada em 2014. A suspensão das importações dá segurança aos produtores brasileiros, porque evita a contaminação das frutas e prejuízos à agricultura nacional.
Agência Brasil

João Pessoa: Homem é assaltado sob ameaça de ser contaminado por seringa com vírus HIV

O fato ocorreu na terça-feira (24), antes da repercussão do caso das mulheres no coletivo

Nessa quarta-feira (25) a cidade de João Pessoa ficou chocada após notícias de que pessoas estariam utilizando seringas contaminadas com o HIV para “carimbar” pessoas dentro de ônibus coletivos. Porém, na terça-feira (24), antes da repercussão maciça dos casos, um homem foi assaltado sob a ameaça de ser contaminado pelo vírus em uma seringa.
O caso só foi divulgado nesta sexta-feira (26). Segundo o boletim policial, a vítima estava na orla de Tambáu, quando foi abordado por um grupo que se disse homossexual e exigiu que o homem, um professor de 34 anos, entregasse seus pertences sob a ameaça de ser ferido com a seringa contendo a doença.
Os acusados roubaram R$ 200, um notebook e outros pertences da vítima. Uma equipe Companhia Especializada de Apoio ao Turista (Ceatur), da Polícia Militar da Paraíba, esteve no local e levou o professor para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disp), de Manaíra, onde a ocorrência foi registrada.
A diretora-geral do Hospital Clementino Fraga, Adriana Teixeira, disse que caso alguma pessoa seja ferida por alguma seringa que esteja supostamente contaminada, procure imediatamente o hospital para realizar um tratamento especializado por 48 horas.
WSCOM Online

Homem mata ex-esposa a facadas em Pirpirituba

Assassinada-300x169Uma mulher foi morta a facadas na tarde desta quinta-feira (26) em Pirpirituba, Região Metropolitana de Guarabira. O ex-marido está foragido é o principal suspeito do crime.
Jandeilma Santos Lima, 19 anos e o suspeito, que é conhecido como “Luan”, estavam separados há pelo menos um mês. Segundo testemunhas, não houve discussões entre o casal. O crime aconteceu na residência da vítima, na Rua Benedito Marques, em frente a agência dos Correios.
Luan, que é vaqueiro, está foragido e testemunhas disseram que ele fugiu numa “cinquentinha”. Segundo informações, a mulher foi morta na frente de uma criança de 3 anos.
AjWKxFAfcUxXgSz9m4IKrfdmswja73X2W9Wi6pX1rvtB

Crime aconteceu na residência da mulher. (Foto: Raelson Galdino / Nordeste1)
 Nordeste1

IBGE cancela contagem da população após corte no orçamento

IBGEDentro do ajuste do governo Dilma Rousseff, o corte no orçamento federal já afeta as atividades que serão desenvolvidas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A contagem da população brasileira prevista para o próximo ano foi cancelada “em razão de contenção orçamentária”, afirmou a direção em comunicado interno.
Obtido pelo jornal O Estado de S. Paulo, o informe foi colocado à disposição de todos os funcionários na intranet da instituição na terça-feira (24). Na mensagem, a direção do IBGE, presidido por Wasmália Bivar, afirma que o Ministério do Planejamento avisou, na última segunda-feira (23), que será “impossível realizar a contagem populacional em 2016″. Inicialmente prevista para ocorrer em 2015, a pesquisa já havia sido adiada para o próximo ano também por falta de recursos.
A última contagem foi realizada no Censo de 2010. Como não há nova previsão, é possível que o estudo só venha a ser feito no Censo de 2020. Os dados da contagem populacional são repassados pelo IBGE à União em razão de uma exigência da Lei 8.443, de 16 de julho de 1992. As informações são usadas como base para o cálculo do repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Sem a realização da pesquisa, o IBGE envia apenas as estimativas da população, que passam a servir de base para o cálculo da verba a ser recebida.
O corte no orçamento do valor destinado ao levantamento populacional já havia sido informado em setembro do ano passado, mas a direção do IBGE tentava, desde então, reverter a decisão do ministério ao qual está vinculado.
Intitulado “Corte no Orçamento confirma impossibilidade de realização da Contagem da População em 2016″, o comunicado interno frisa que a decisão foi tomada “a despeito de a instituição estar preparada tecnicamente para a realização” da pesquisa.
O estudo, que envolve cerca de 80 mil recenseadores, tem custo estimado de R$ 1 bilhão. Para realizar a pesquisa em 2016, o IBGE precisava começar agora a planejar a aquisição de infraestrutura e a contratação de temporários. Além da contagem, outras pesquisas podem estar ameaçadas neste ano caso o governo não aprove a realização de concurso para reposição de servidores aposentados, afirmou Wasmália a chefes de unidades estaduais do IBGE em videoconferência realizada ontem à tarde, conforme o Estado apurou. A assessoria do instituto, porém, negou a declaração.
180 Graus

Projeto que aumenta pena para quem induzir menor a roubar é aprovado na Câmara

ACS-votação-na-câmara-federal-300x196O projeto de lei que aumenta a pena para quem induzir um menor ou com ele praticar um roubo foi aprovado hoje (25) pela Câmara dos Deputados.
Um acordo possibilitou a aprovação da matéria apresentada pelo deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) em substituição ao texto do Senado. Com a aprovação, a proposta retorna para nova deliberação do Senado.
O projeto modifica o Código Penal. O texto também estabelece que no caso de roubo qualificado pela lesão corporal de natureza grave o crime passa a ser hediondo.
Da Redação 
Com Agência Brasil

Posto de saúde poderá comprovar violência sexual

violencia-sexualA coleta de provas de violência sexual poderá ser feita nos serviços de saúde credenciados. Portaria interministerial assinada na quarta-feira, 25, permite que exames necessários para a comprovação da violência sejam realizados já no atendimento médico. Atualmente, isso é atribuição exclusiva de segurança pública. O credenciamento começa nos próximos dias, mas ainda não há prazo para a conclusão do processo.
O objetivo da medida, de acordo com a ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres, Eleonora Menecucci, é tornar mais humanizado o atendimento da vítima e, ao mesmo tempo, reduzir a impunidade. Os vestígios devem ser reunidos logo nas primeiras horas depois da violência.
“Somente serviços credenciados poderão fazer a coleta. A inscrição será precedida de um treinamento, feito pelo próprio ministério”, afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro. Existem atualmente 402 centros de atenção às pessoas em situação de violência sexual, dos quais 131 são 24 horas. Estes centros, completou o ministro, deverão ser os primeiros a receber a habilitação, pois já têm profissionais habilitados e estrutura específica. A ideia é expandir a rede nos próximos meses.
Em seis Estados (Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Amazonas, Minas e Santa Catarina) já existe um acordo local que permite a coleta do material nos serviços de saúde.
Depois da coleta, os vestígios deverão ser encaminhados para unidades especializadas em medicina legal. A análise das provas em casos de violência sexual continuará sendo feita por um perito do Instituto médico-legal.
Com a mudança, profissionais da rede de saúde credenciada se encarregam de fazer o atendimento do paciente, a coleta de vestígios e encaminhá-los para autoridade policial, quando requisitados.
A autoridade policial tem a incumbência de registrar e armazenar os dados, para que eles fiquem disponíveis no sistema de segurança pública e de Justiça. As provas somente são usadas caso a mulher queira registrar depois uma ocorrência contra o autor da violência. “A coleta de vestígios é essencial. Não existe crime sem a prova”, observou a ministra.
Dúvidas
Ela lembrou que, quando atuava na casa de atendimento a vítimas de violência na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), havia dúvidas, por exemplo, sobre como e onde armazenar os vestígios dos casos de estupro.
“Quantas mulheres o serviço perdeu, quantos casos ficaram sem solução por não haver uma resposta ágil para essas perguntas.” Durante a cerimônia de assinatura da portaria, Eleonora afirmou ser imprescindível a implementação da Lei Maria da Penha e da rede de serviços de proteção para a mulher. “Hoje há um gargalo para o atendimento”, disse Eleonora. Atualmente, há uma Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande (MS). Está prevista a construção de 27, seis delas neste ano.
Eleonora afirmou que a integração entre as áreas de proteção da mulher, segurança e saúde é essencial. “A transversalidade é indispensável. E deve ser feita na ponta, no atendimento ao público”, completou.
O ministro Arthur Chioro afirmou que a portaria pretende criar uma rede de proteção para mulheres. “Diminuir toda situação de medo que envolve situações de violência”, disse.
Segundo os dados do Sistema de Vigilância em Violência e Acidentes de 2013, foram registradas 200 mil situações de violência doméstica, das quais 136.785 contra mulheres. “Não acabaremos com a violência. Mas o governo tem o compromisso que as vítimas possam ser protegidas e amparadas”, completou Chioro. Foi assinada também uma portaria que institui um grupo de trabalho para criar estratégias para o cuidado da saúde da mulher com deficiência e mobilidade reduzida. “Não é mais um. Ele tem prazo, ele tem foco”, assegurou Chioro.
Estadão

Morre o humorista Jorge Loredo, o Zé Bonitinho, aos 89 anos

ze-bonitinhoMorreu, por volta de 6h30m da manhã desta quinta-feira, o humorista Jorge Loredo, o Zé Bonitinho. O comediante, de 89 anos, estava internado no Hospital São Lucas, na Zona Sul do Rio desde o último 3 de fevereiro, onde permaneceu em estado grave. As causas ainda não foram informadas.
Topete esculpido com Gumex, bigode delgado, sobrancelhas arqueadas, olhar de conquistador e roupas extravagantes, ele mal mal entra em cena e já arranca gargalhadas da plateia do estúdio da extinta TV Rio, em 1960. Era a estreia de O Bárbaro, vivido pelo ator e humorista Jorge Loredo no programa “Noites cariocas”, que serviria de matriz para o personagem Zé Bonitinho, o galenteator barato e exagerado que marcaria a carreira do artista carioca e a TV brasileira.
O Bárbaro foi rebatizado em homenagem a um cozinheiro que Loredo conheceu em um restaurante de beira de estrada que, por ser muito feio, era chamado de Zé Bonitinho. Os trejeitos do personagem foram inspirados em outra figura real, o Jarbas, um dos companheiros do jovem Jorge Loredo nas maratonas pelos bares da Praça Saens Peña, na Tijuca, onde nasceu.
– Ele tirava um pentezinho do bolso e ficava ajeitando as sobrancelhas e o bigodinho toda hora. Se passava uma moça, cantarolava um tango, um bolero… Fui captando esses trejeitos e criei o personagem – contou.
Autor de bordões inesquecíveis – “Garotas do meu Brasil varonil: vou dar a vocês um tostão da minha voz…!”; “Mulheres, atentem para o tilintar das minhas sobrancelhas”; “O chato não é ser bonito, o chato é ser gostoso”, entre outras -, Zé Bonitinho foi praticamente uma espécie alter ego de Loredo:
– Eu sofri com uma osteomielite (inflamação nos ossos) dos 12 aos 46 anos, por isso fui muito mimado. Isso me fez querer ser mimado pelas minhas mulheres. Era quase um Zé Bonitinho – contou certa vez Loredo que, ainda na juventude, chegou a ser internado em um sanatório por causa de uma turberculose.
Os palhaços estão na origem da vocação de Loredo. Para completar a renda do marido, dona Luiza, mãe do artista, costurava os figurinos das trupes circenses que chegavam a Campo Grande, onde a família morava. O ator acreditava que as fantasias da mãe impregnaram sua retina: já jovem, viu o anúncio dos testes para a escola de Paschoal Carlos Magno, onde passou depois de ser ensaiado por Oscarito e Mafra. Estreou interpretando Mercúcio em “Romeu e Julieta” e nunca mais parou.
Na TV, o ator começou dividindo o banco do programa “Praça da Alegria”, nos anos 1970, com Chico Anysio, Moacyr Franco e Ronald Golias. Diferentemente de Anysio e e Franco, que tiveram programa próprio, e de Golias, que era astro absoluto da “Família Trapo” , Loredo sobreviveu como coadjuvante. O ator chegou a criar outros tipos famosos, como o mendigo soberbo My Lord e o costureiro François Paetê, mas Zé Bonitinho sempre foi a sua grande marca, que só desapareceu da TV quando o programa “A praça é nossa”, do SBT, saiu do ar, no início dos anos 2000.
Longe da televisão, Loredo chegou a participar de filmes dirigidos por ícones do cinema nacional, como Rogério Sganzerla (“Sem essa aranha”, de 1970, e “O abismo”, de 1977) e Arnaldo Jabor (“Tudo bem”, de 1978). Seu último trabalho em um longa-metragem foi em “Chega de saudade” (2008), de Lais Bodansky. Em quase todos esses filmes, mesmo que não estivesse interpretando seu personagem mais famoso, alguns elementos dele, como o vestuário e acessórios vistosos, de alguma forma estavam sempre presentes nas composições Loredo.
O artista foi recentemente redescoberto pela geração mais jovem de cineastas brasileiros. Em 2005, a diretora Susanna Lira lançou o documentário “Câmera, close!”, uma biografia do ator, exibido no Canal GNT. No ano seguinte, o ator e diretor Selton Mello, fã do artista, o dirigiu no curta-metragem “Quando o tempo cair”, para o qual criou um personagem especialmente apra ele. Em 2003, atuou na peça infantil “Eu e meu guarda-chuva”, a convite da atriz Andrea Beltrão.
 O Globo

Menina indiana de dois anos bate recorde de tiro com arco

Uma garotinha de apenas dois anos de idade conseguiu bater um recorde na Índia. 

Dolly Shivani Cherukuri, da pequena cidade de Vijaywada, se tornou a indiana mais jovem a conseguir mais de 200 pontos no esporte em um evento na última terça-feira. 

Dolly, que vai fazer três anos na próxima semana, atirou 36 flechas em um alvo a cinco metros de distância e depois a um novo alvo a sete metros, somando 338 pontos. 

Seu feito foi acompanhado de perto por personalidades do esporte e autoridades do Livro dos Recordes da Índia. 
“Estamos todos muito orgulhosos dela. E muito impressionados”, disse Gunjan Abrol à BBC, membro da Associação de Tiro com Arco da Índia. 
Dolly nasceu fadada a ter sucesso no esporte. A garota foi concebida em barriga de aluguel após a morte do seu irmão, o arqueiro e técnico Cherukuri Lenin, em um acidente de carro em 2010. 
O pai dela, Cherukuri Satyanarayana, disse que ela tem sido treinada desde o nascimento para ser uma campeã no esporte. 
“Quando soubemos que ela estava para nascer, decidimos que a faríamos uma atleta do tiro com arco”, disse o pai à agência de notícias AFP. Ele é dono de uma academia de tiro com arco em Vijaywada. 
“A preparação começou quando ela ainda estava no útero da mãe.” 
Satyanarayana conta que eles tinham flechas de carbono feitas especialmente para criança quando ela estava começando a aprender o esporte – para garantir que fossem leves o suficiente para Dolly carregá-las. 
O arco que a garotinha usa para treinar também é mais leve. “Você não pode pôr muita pressão nas crianças, elas podem treinar no máximo duas ou três horas por dia”, disse o pai. “Mas Dolly vem de uma família de atletas do tiro com arco, então ela é capaz de muita coisa.” 
Fotos divulgadas pelo Livro dos Recordes da Índia mostram a criança posando com sua medalha de ouro e o certificado. 
“Minha filha conseguiu a façanha que sonhamos há muito tempo…não tenho palavras pra expressar a felicidade que estamos sentindo”, disse Satyanarayana à mídia local. 
Ele diz que tentará fazer com que o nome da filha entre também no Livro Guinness dos Recordes. 

UOL

Alirio Pontes e o Grupo de Oposição de Alagoinha, parabeniza a deputada Daniella Ribeiro pelo seu aniversário!

Seguranças reagem a tentativa de assalto e atiram em bandidos no Bessa, em JP

1427335421784-tiroteio-1Seguranças de uma academia no bairro do Bessa, em João Pessoa, trocaram tiros com assaltantes na noite desta quarta-feira (25).
Os meliantes tentavam roubar a academia quando os seguranças sacaram as armas e atiraram contra os assaltantes. na troca de tiros, um veículo Palio, da Fiat, ficou crivado de balas.
Os assaltantes fugiram. A Polícia faz dirigências na busca pelos meliantes.
Da Redação 
Com Paraiba.com.br

quarta-feira, 25 de março de 2015

Senado aprova fim das coligações partidárias em eleições de deputados e vereadores

PEC foi aprovada pelo Senado em segundo turno
PEC foi aprovada pelo Senado em segundo turno
O Senado aprovou nessa terça-feira (24), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição 40, que acaba com as coligações eleitorais em eleições proporcionais, permitindo que elas ocorram apenas para as majoritárias. A PEC é um dos principais temas da reforma política. As informações são da Agência Brasil.
Na prática, a proposta estabelece que os partidos só poderão se coligar em eleições para cargos do Executivo – federal, estadual e municipal – e para o Senado. Portanto, ficam proibidas as coligações para disputas à Câmara dos Deputados, assembleias legislativas, Câmara Legislativa do Distrito Federal e câmaras de Vereadores.
Não será mais possível, por exemplo, que dois partidos que não alcançaram o número necessário de votos para atingir o coeficiente eleitoral se unam para eleger um candidato. A PEC também impede que, durante o afastamento de um parlamentar, o suplente convocado seja de outro partido.
A proposta tinha sido aprovada em primeiro turno no último dia 10. A matéria segue para a Câmara dos Deputados, onde também terá de ser aprovada em dois turnos, com maioria qualificada, ou seja, pelo menos 308 deputados precisam votar a favor. Se o texto sofrer alterações na Câmara, retornará ao Senado para última análise.
MANCHETEPB

Vereador paraibano terá que devolver R$ 2,9 mil ao programa Bolsa Família

A Justiça Federal determinou que o vereador Antônio de Melo Sobrinho, do município de Monteiro, no Cariri, a 305 quilômetros de João Pessoa, devolva ao programa Bolsa Família R$ 2.912,45 atualizados e ainda preste serviços comunitários num abrigo para idosos do município durante uma hora por dia.

A decisão foi tomada pelo juiz Gilvânklim Marques de Lima, da 11ª Vara Federal. O vereador e a ex-esposa teriam sido cadastrados em 2007 e receberam mensalmente a quantia de R$ 82, durante o ano de 2009. A devolução do dinheiro será feita em três parcelas mensais de R$ 970,82.

O vereador se defendeu dizendo que após separar-se da esposa, ela teria ficado com o cartão do benefício dele. No período em que recebeu o Bolsa Família, o vereador ganharia um salário de R$ 5 mil. Além de vereador, Antônio Melo Sobrinho também foi secretário de Esportes e de Agricultura do município de Monteiro.

Portal Correio

Menor morre degolado por fio de alta tensão

Um adolescente de 16 anos, que é residente no sitio Baraúnas no município de Camaláu no Cariri, morreu degolado, no início da noite desta segunda-feira (23),  em um acidente de trânsito entre as cidades de São João do Tigre e São Sebastião do Umbuzeiro.
Ele estava em cima de uma carga de algaroba, em um caminhão, e foi degolado pelo um fio de alta tensão. O menor morre no local.
A rede de alta tensão  atravessa a PB 264, e leva energia para uma residência que fica do  lado. O motorista do Caminhão permaneceu no local até a remoção do corpo.
 
 O Instituto Médico Legal (IML) de Campina Grande, fez a remoção do corpo para periciar e posterior liberação para sepultamento.

 Portal do Litoral PB

Bananeiras terá espetáculo teatral no dia do teatro e do circo

CIRCO-ARLEQUIN-TRUPE-ARLEQUIN-1A Prefeitura de Bananeiras, em parceria com o Governo do Estado, através da Fundação Espaço Cultural – FUNESC, estará promovendo na próxima sexta-feira, 27 de março, um espetáculo teatral com a Trupe Arlequim.
O evento que acontece no Dia Internacional do Teatro e Dia Nacional do Circo, será realizado teatro Ivaldo Lucena – Espaço Cultural -, a partir das 19h00, com entrada franca.
O espetáculo “Circo Arlequin” explora a rotina de personagens da vida real que adotam a vida noturna como o tempo de viver, quando experimentam momentos importantes de lazer e sobrevivência.
Sobre a trupe
A Trupe Arlequin, fundada em 2008 na cidade de João Pessoa, Paraíba, pelo artista e arte-educador formado pela Universidade Federal da Paraíba Diocélio Barbosa, nasceu com o intuito de dar continuidade a uma pesquisa coletiva iniciada em 2000.
Assessoria

Para nossa meditação Salmos 39


1  Eu disse: Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim.
2 Com o silêncio fiquei mudo; calava-me mesmo acerca do bem, e a minha dor se agravou.
3 Esquentou-se-me o coração dentro de mim; enquanto eu meditava se acendeu um fogo; então falei com a minha língua:
4 Faze-me conhecer, Senhor, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil.
5 Eis que fizeste os meus dias como a palmos; o tempo da minha vida é como nada diante de ti; na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é totalmente vaidade. (Selá.)
6 Na verdade, todo homem anda numa và aparência; na verdade, em vão se inquietam; amontoam riquezas, e não sabem quem as levará.
7 Agora, pois, Senhor, que espero eu? A minha esperança está em ti.
8 Livra-me de todas as minhas transgressões; não me faças o opróbrio dos loucos.
9 Emudeci; não abro a minha boca, porquanto tu o fizeste.
10 Tira de sobre mim a tua praga; estou desfalecido pelo golpe da tua mão.
11 Quando castigas o homem, com repreensões por causa da iniqüidade, fazes com que a sua beleza se consuma como a traça; assim todo homem é vaidade. (Selá.)
12 Ouve, Senhor, a minha oração, e inclina os teus ouvidos ao meu clamor; não te cales perante as minhas lágrimas, porque sou um estrangeiro contigo e peregrino, como todos os meus pais.
13 Poupa-me, até que tome alento, antes que me vá, e não seja mais.

História de vida da radialista Angelita Lucas é contada em Revista

Meia hora de conversa com ela é o suficiente para se apaixonar por sua história de vida e superação. De um caráter inquestionável e uma franqueza sem par, Angelita Lucas foi reeleita em janeiro próximo passado Presidente da Associação Guarabirense de Imprensa (AGI) por onde deve ficar por mais três anos.

A edição de fevereiro da Revista EXPRESSO trouxe na Coluna “Personalidade” um pouco do que faz, quem é e como vive a comandante da entidade representativa da imprensa de Guarabira e do brejo.

Leia também: Assinante de EXPRESSO é “Assinante Premiado”: Revista sorteia com seus assinantes um tablet neste mês de março

Para conferir essa e outras matérias não deixe de fazer sua assinatura através de nossos agenciadores em qualquer cidade da região. Entre em contato pelo email expressoparaiba@hotmail.com ou pelo fone: (83) 96242109.

Não deixe de fazer a sua assinatura e ficar informado de tudo o que acontece na região do Brejo, Zona da Mata e grande João Pessoa.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Homem é preso na Paraíba suspeito de estuprar vizinho adolescente

POLICIAUm homem de 42 anos foi preso nesta terça-feira (24) suspeito de ter estuprado um adolescente    de 13 anos na cidade de Santa Cecília, Agreste da Paraíba. Segundo a Polícia Militar, ele teria aliciado a criança a ir até a casa e na residência ofereceu doces para que ela tivesse relação sexual.
A denúncia partiu da mãe da vítima após chegar em casa e notar que o filho estava aflito. Ainda de acordo com a polícia, o menino contou que o homem se despiu e tirou a sua roupa, mas diz que se recusou a praticar a relação sexual.
A polícia foi acionada e prendeu o homem em flagrante. Ele foi levado para a delegacia da cidade de Queimadas e logo depois encaminhado para a Cadeia Pública de Umbuzeiro. Conforme informações da Polícia Civil, a criança fez exame de corpo de delito e o resultado deve sair nos próximos dias.
Do G1 PB

terça-feira, 24 de março de 2015

DEPUTADA RECEBE COMISSÃO PARA TRATAR SOBRE AÇÕES MOVIDAS CONTRA ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA

MP sugere mudanças na contratação dos serviços; deputada vai levar assunto para discutir com presidente do TJ
MP sugere mudanças na contratação dos serviços; deputada vai levar assunto para discutir com presidente do TJ
A deputada estadual, Camila Toscano (PSDB), recebeu nesta terça-feira (24), em seu gabinete na Assembleia Legislativa, uma comissão de advogados para falar sobre as ações movidas pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) contra os escritórios de advocacia. O órgão ministerial quer que a contratação dos advogados pelas prefeituras se dê através de licitação. A parlamentar se comprometeu a agendar uma audiência junto ao procurador-geral de Justiça, Bertrand Asfora, e o presidente do Tribunal de Justiça, Marcos Cavalcanti, para discutir o tema.
Segundo o presidente da Comissão dos Advogados junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), Marco Villar, o Ministério Público está ingressando com ações contra profissionais que trabalham para prefeituras. Ele explicou que o MPPB está tentando forçar os prefeitos a realizarem processo licitatório para contratar advogado.
Após ouvir as explicações, a deputada Camila Toscano, que também é advogada, se colocou a disposição e disse que vai solicitar uma audiência com o Ministério Público e também com o Tribunal de Justiça. “Vamos buscar um entendimento para esse caso. Acredito que os prefeitos têm a liberdade de contratar os advogados da sua confiança para tratar das ações, tanto pessoais como administrativas. Acredito no bom senso para que essa questão fique resolvida e sem problemas para nenhum das partes”, disse.
De acordo com o advogado Marco Villar, hoje em dia os advogados na Paraíba são contratados pelas prefeituras via inelegibilidade de licitação. “Nós somos contratados dessa forma porque o Tribunal de Contas já decidiu assim, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil também tem esse entendimento e seguimos essa orientação. Existe, inclusive, várias decisões sobre essa temática”, destacou.
O advogado, Leonardo Varandas, explicou ainda que o processo de licitação de advogado, como quer o Ministério Público, impede a adoção de critério da confiança, o que é fundamental na relação entre o contratante e o contratado. “E como seria se um advogado de uma prefeitura contratado via licitação fosse o adversário político do prefeito? São coisas que temos que pensar”, indagou.
Assessoria